Uma mudança de perspetiva pode mudar o seu mundo

Entrevista da SDD com Jesper Schulze

Por Willeke van Staalduinen, AFEdemy, Academy on Age-Friendly Environments in Europe B. V.

Entrevista com Jesper Schulze, ISIS Sozialforschung, Alemanha

Por que iniciou o projeto Smart for Democracy and Diversity (SDD)?

At ISIS Sozialforschung lidamos com as questões da discriminação e da participação há já vários anos.  Procuramos desenvolver conceitos e ideias para combater a discriminação. Quando se trata de discriminação, é importante tomar consciência dos nossos próprios padrões de comportamento e de pensamento. E acho que funciona melhor quando se consegue mudar a nossa própria perspetiva. Penso que muitas vezes as pessoas vêem as suas próprias experiências como típicas e não conseguem imaginar como as outras pessoas experimentam situações destas. Ou como a própria atitude pode afetar negativamente outras pessoas, mesmo que não seja negativa. A ideia do projeto SDD foi desenvolver um projeto educativo que permita uma mudança de perspetiva com recurso aos meios digitais. Acredito que métodos digitais ou elementos lúdicos tornam o tema muito mais acessível e tangível.

O que mais gostou até agora no projeto? Porquê?

Estou muito satisfeito com a resposta positiva ao projeto. Por um lado, há a grande participação nos workshops e a vontade de falar abertamente connosco sobre as experiências. Além disso, há também o interesse em discutir os conteúdos e dar sempre dicas para melhorias. Acho que o projeto é muito animado e inclui a experiência de muitas pessoas diferentes. E pessoalmente acho que é muito emocionante ter esta troca e falar com as pessoas.

Qual é a coisa mais importante que aprendeu ou tirou do projeto até agora? Porquê?

O que acho muito excitante é o trabalho no storyboard e o desenvolvimento das cenas para o jogo educativo. Trata-se de transferir as experiências das entrevistas para uma história fictícia que, no entanto, deve ser realista. Isto requer uma análise muito intensiva dos estereótipos, a escolha das palavras e também a questão de como determinados conteúdos são retratados. Como podemos retratar algo agressivo e discriminatório e prepará-lo como material de aprendizagem sem simplesmente reproduzi-lo? Tive muitas discussões exaustivas, também sobre conteúdos que não achei problemáticos, mas onde outros disseram, por experiência própria, que não podemos apresentá-los dessa forma. Este é um processo com o qual aprendi muito e que achei excitante.

Quais são os próximos passos em que vai trabalhar no projeto?

We are currently finalising the storyboard. That means we have written it, we have discussed it in the workshops and it was evaluated and we are currently revising it. This is a very important step in terms of content and when it is finished, we can continue with the development of the graphics. Personally, I will accompany this process and then focus on digital methods that we will integrate into the interactive learning platform.

Estamos neste momento a finalizar o storyboard. Isso significa que o escrevemos, discutimos nos workshops e foi avaliado e estamos neste momento a revê-lo. Este é um passo muito importante em termos de conteúdo e quando estiver terminado, podemos continuar com o desenvolvimento dos gráficos. Pessoalmente, acompanharei este processo e depois focar-me-ei nos métodos digitais que vão ser integrados na plataforma de aprendizagem interativa.